4 de mar de 2006

Deixemos por alguns segundos a ficção na gaveta e vamos tecer uma pretensiosa crítica literária. Esse poema (clica aqui e depois volta) da Miss Eckardt (Oi, Dorinha!), colaboradora no Ponto Cego, reafirma a idéia que tenho da mulheres gaúchas. Elas exigem com elegância, sem subterfúgios ou pudores, que o homem cumpra seu papel; principalmente, quando, por motivo qualquer, ele se recusa. As gurias sabem o que quer e estão acostumadas ao mando. A quem possa interessar, sou extremamente desobediente e não há pimenta suficiente no mundo que me corrija. Pelos simples prazer de ser do contra. Ficou fácil, me conquistar, não?

Um comentário:

  1. Tbm adoro os textos da isadora, em especial seu jeito gaúcho de ser.

    ResponderExcluir