14 de abr de 2007

Admiro os amantes pelo significado dado ao beijo.

O que é um beijo, senão a ânsia em preencher uma ausência.

Beijo essa sua boca porca, na certeza de que não vai embora mais.

De tanto beijar, sai do cinema nauseado. Temi pela minha vida. Arrependeu-se tarde demais. Qualquer hora, essa tua hemorróida pula para fora.

4 comentários:

  1. Isso está nojento, Marcinho!

    Deu pra beijar as redondezas das hemorróidas agora é?

    Ou é o meu sono empesteando o ambiente de novo?!

    Bah...

    Eu ia te mandar um beijo na bochecha e agora fiquei com medo.


    (Brincadeiras a parte... matar a saudade nunca pe demais.)

    ResponderExcluir
  2. Não me canso de repetir, "quem escreve, não é quem narra." Há uma premissa oculta ai que a saudade de ti, não me permite ressaltar. Beijos, Lena. Estou de volta e com fome.

    ResponderExcluir
  3. Posso convidá-lo??? Te achei tão louco qto eu, por isso....... passa no meu blog, tá?
    marriesegredos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir