25 de jun de 2004

      O maleiro é pequeno para guardar minhas malas vazias. Vamos ter que comprar um guarda-roupa novo. Essa é minha única preocupação agora. Posso permanecer, traqüilamente, deitado na cama sem pensar em me levantar. Jogo as cobertas longe e me entrego às minhas obrigações. Pego o livro (que está nesse momento confortavelmente descansando no meu colo) e vou até o computador responder minha correspondência. O Naz me dissera que resolveria meus medos com um simples telefonema. E não é que resolveu? Não tenho uma janela com vista para o mar, conforme me prometera. Em compensação, ele tem vindo almoçar comigo todos os dias. Sou um homem feliz, tomado por um medo de estar vivendo o dia seguinte do final de um conto-de-fadas. Vou preparar lasanha com brócolis para gente. Será que vinho tinto seco combina com massa? Depois penso nisso, deixa eu fazer uma pesquisa no Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário