16 de fev de 2006

Leibniz

Há! Há! Há! Me gustas quando callas

Nenhum comentário:

Postar um comentário