17 de fev de 2006

Uma Leitura de Tristão e Isolda à Luz da Crítica Feminina

Burro, burro, burro. Incorrigivelmente burro. Eu não sabia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário