22 de fev de 2006

"Me sinto frustrado por não ter diploma"

Ôh, presidente, faz favor. Academia deveria ser para aqueles que possuem espírito investigado, que esqueceriam da humanidade para viver da e para pesquisa científica apesar das dificuldades. Abnegação, em suma. Convenhamos, nem todo mundo tem paciência para testar hipóteses, sendo que muitas vezes descobrimos aquilo que todos já sabiam. Conheci pessoas que detestavem discussões infindáveis. Seriam eles os chamados pragmáticos? O saber são vários e todos extremamente válidos. Não supervalorizo um conhecimento, em detrimento de outro. Apenas, acredito que o ensino médio deveria passar por uma REVOLUÇÃO, no sentido exato que essa palavra encerra. Poderia começar com bibliotecas escolares amplas, iluminadas, acervo multimédia com um catálogo inicial de 10.000 (!) obras, cadeiras e mesas confortáveis, notebooks por mesa com acesso rápido a web (com filtros, hehe), aberta 24 horas por dia. Isso custaria uma fortuna, diria os pessimistas. Que nada! Iríamos atrair investidores, ávidos por formentar o capital social. Acho que vou convocar uns amigos para que elaboremos um Projeto de Lei, (agora você foi longe demais) ou escrever uma cartinha para Dilma Rousseff (enlouqueceu!) já que me parece que a coordenação da campanha estará sobre seu comando. Frustação seria me acomodar.

3 comentários:

  1. uhauhahuauhauha... Militante de fato, não de direito. Entretanto, não me encaixo em nenhuma corrente. Minhas idéias deixam os companheiros um tanto qto irritados. É aquele meu velho ditado: "por onde passo, arrumo inimizades." Quer saber, Beto, ao invés do PSDB ficar de caso com o PFMeLeca e o PT de paquera com o PMDBicha, os dois deveriam ser unir. Imagine de que sou xingado, quando menciono esta idéia entre a militancia. Por isso, estou sempre só. hehe

    ResponderExcluir
  2. Leitora8:46 PM

    A revolução, ao meu ver, deveria começar lá no Jardim de Infância.

    ResponderExcluir