23 de fev de 2006

Luciana Gimenez entrevista Mick Jagger

Eis um casal que eu adoraria ver juntinhos. Sim! Tenho lá minhas fraquezas. Essa magreluda é uma delas. Como diria uma amiga, não basta ser bonita, gostosa, bem-nascida, perspicaz; tem que ser poliglota. Anciãs iletradas em coreano, anciões surdos-mudos em alemão. O ator que domina diversos sotaques (dialetos) brasileiros. A menina que fala gírias (dialetos) de distintos grupos sociais. Na escola acesso a quatro idiomas. Você não se confunde? Não. Me pergunta em espanhol, ao me ver responder ao cumprimento de uma colega da turma de francês. Aproxima-se um outro colega, perguntando qual poema do Whitman que havíamos escolhido para recitar no Festeirol. Não me decidi. Você é muito enrolado. São todos tão lindos. A moça não conseguia lembrar o poema escolhido por ela. Só me vem o título em espanhol. Há! Há! Há! Há. É da escola de línguas que me lembro quando assistia à Miss Gimenez. Eu a entendo, por isso não a julgo e mesmo se não a entende, não a julgaria; pelos menos preciptadamente.

Um comentário:

  1. Leitora8:44 PM

    Eu também não tenho conseguido me lembrar de muitas coisas nesse momento. Mas queria tanto conseguir ir às aulas de línguas que eu freqüento de 2ª a 6ª e voltar a conseguir aprender!

    Mas talvez quando eu começar a tomar a minha primeira caixinha de Prozac. Quem sabe eu volte ao normal.

    ResponderExcluir