29 de abr de 2004

Mom petit Cinho,

Bonjour, espero que você esteja muito bem. Jà estou na frança e eu não pude me despedir. Infelizmente o tempo não deu porque quando eles me avisaram que eu tinha um vôo, jà era a hora de embarquar. Que pena, agora eu posso sò escrever um mail para você. Eu adoro você, mesmo se eu não vou escrever muito, nunca esquecerei você. Você foi muito bom comigo, e ainda uma vez eu queria agradecer você. Espero que tudo vai continuar bem para você.
Eu acabei de ver minha familia e meus amigos, nòs somos muito feliz, tem sò um pequeno problema; ESTOU MORRENDO DE FRIO. Ah! que tempo gostoso você tem! Enfim eu vou dever me acostumar de novo. Se cuidem e tudo de bom. Enormes beijos Até mais Sua B.


Sentirei saudade da torta murcha de maçã. Assumi a postura de um modelo fotográfico disciplinado. " Adoro seus olhos." Gladíolos assumiram outro significado para mim depois de todos flashs opacos. Eu em sépia ilustrando um outdoor particular em Toulosse. French kisses são agora beijos brasileiros. Eu mais ensinei do que aprendi. Deveria ter sido o contrário. Croqui de ramalhetes de rosas me farão falta. Como é que ela conseguia amarrá-las daquela forma? Deve ter aprendido com o pai marinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário